caleidoscópio


A PARTIDA


por que termina o dia quando o sol beija o horizonte?

por que o vinho escorre tristemente pela boca quando você se vai?

por que me vou em partes a cada partida sua?

e se cada ida reforça mais a volta quando será sua despartida?

 

tenho o mar selvagem em minha boca seca

tenho a areia quente e dura no coração

tenho as nuvens de algodão sob os pés

e toda despedida é uma saudade antecipada

então 

fique

e seja meu paraíso



Escrito por blogdeamorim às 23h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




naomi

é nome de deusa
minha musa
minha leveza
minha nuvem
minha sabedoria japonesa
naomi é silêncio que diz com os olhos 
de amantes:

diamantes olhos de naomi



Escrito por blogdeamorim às 01h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




o ano passou, o fim dele chegou, o próximo ano apontou

a fila do tempo é imperdoável:

anda

sem dó 

de quem fica parado



Escrito por blogdeamorim às 16h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




azul (um gato cinza) olha com olhos de buda-gordo-e-sentado para seu dono

buda, quer dizer, azul, fecha os olhos, faz pose de gato de porcelana chinesa

e começa a meditar.

o dono, embevecido com a ternura da cena, resolve acarinhar a cachola do azul

(quem será dono de quem?)



Escrito por blogdeamorim às 13h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




um dia um homem pisou em terra firme e disse:

- é minha!

uma vez um homem viu uma mulher e disse:

- é minha!

num tempo qualquer um homem achou petróleo e disse:

- é meu!

certa vez um homem ouviu uma boa ideia e disse:

ah ah ah ah... é minha!

(ouviram-se tiros)



Escrito por blogdeamorim às 12h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O   C E N T R O 

 

o sexo tem dois lados:

o de dentro

e o de fora

 

a paixão tem dois lados:

o esquerdo

e o direito

 

a amizade tem dois lados:

o de cima

e o de baixo

 

o amor tem dois lados:

o seu

e o meu



Escrito por blogdeamorim às 14h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ardendo e muito suada

minha pele umedecida de sabor:

o caminho é sem volta

cada segundo sem tua lambida revolta

 

em toda parte do meu corpo nu

vê-se o grito silencioso

como a chuva intensa

que redesenha as ruas escuras

da cidade solitária

 

impiedoso grito surdo

que revela o desejo absurdo

de arranhar-te completamente

arte do desenho abstrato

deste suco alucinógeno do amor ininterrupto

 

todo o resto é consequência 

porque não se pode ter vergonha de mais nada


abra minha boca



Escrito por blogdeamorim às 00h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ando por onde a noite me absorve

como se fosse um perfume barato

das ruas cheias de tudo sou apenas um tubo de ensaio

um embrião


noite quente noite viva noite insone:

gente superficial e feliz


e as pessoas reais infelizes

dentro de suas casas

sendo reais

 

os gatos sabem viver

 



Escrito por blogdeamorim às 03h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O porteiro ouvia agitado o segundo tempo do jogo na televisãozinha e não tirava os olhos da tela. Não percebeu o vento gelado nas costas como não percebeu o morador do 61 entrar pelo portão automático que curiosamente estava encostado porque aquela mocinha do 31 que fuma feito chaminé foi comprar rapidinho na padaria do lado um maço de alívio mas não tinha voltado ainda porque batia papo no telefone com o namorado ou coisa assim que está em São José dos Campos trabalhando ou visitando a família Tanto faz.

(trecho do meu conto: o prédio, a moça e o crime)



Escrito por blogdeamorim às 03h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





o jeito é renascer

e cometer outros erros

porque os erros atuais já deram pano pra manga

...e a roupa ficou larga

 



Escrito por blogdeamorim às 02h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




eu queria ficar duas horas sem respirar embaixo da água cristalina e doce logo abaixo de uma velha cachoeira selvagem

desejaria duas horas asfixiado sem respirar embaixo da terra à procura de ouro e petróleo

e queria perder o ar por duas horas enquanto voo pelo céu de brigadeiro

mas voaria mais feliz se estivesse voando no céu da boca a tua

e o sabor fosse de beijinhos todos teus, beijinhos, 

me beijando por duas horas sem fim

e eu ficando assim todo sem ar



Escrito por blogdeamorim às 02h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




porque o dia chora 

por que o dia chora?

porque o céu espirra

a natureza resfriou

tá de gripe forte

porque chora o dia

por que chora o dia, deus do céu?



Escrito por blogdeamorim às 02h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




viver é indigesto e em cada gesto

se indica o medo de esquecer...

basta sonhar para provocar o caos

de guiné bissau a stanislaw ponte preta

manhattan a laos

do carinho a freud

da poesia ao futebol

do taoísmo a deus

do primeiro beijo...

ao adeus.



Escrito por blogdeamorim às 15h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




AMIGA

 

sua tragédia é uma canção genial de noel

seu caminho beira o precipício

sua triste alegria é pulada em cantoria

mas seu brilho

é tanto

que mesmo em face do pior encanto dessa vida louca

nela eu penso

eu amo poetizo e canto

porque se me perco no mar

seus olhos me guiam de volta pra longe da dor

 

que a vida sem dor

é teatro sem ator


 



Escrito por blogdeamorim às 21h55
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




WIKILEAKS

a liberdade de expressão é liberdade de opinião que não é liberdade de escolha

liberdade de coração é liberdade de consciência limpa que não é liberdade política

liberdade de oração é liberdade religiosa que não é liberdade de uma única verdade

liberdade de esculhambação é liberdade de torturar que não é liberdade cidadã

 

liberdade de escolha é liberdade política de muitas verdades e nenhuma certeza cidadã



Escrito por blogdeamorim às 04h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, CONSOLACAO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Spanish, Livros, Cinema e vídeo, esportes, educação, sexo
MSN - fdeacabelo@hotmail.com
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog